Post 1a

Atenção à geladeira!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Carnes e congelados – Todos os tipos de carne, vermelha ou branca, e alimentos congelados que já estão em processo de descongelamento, devem ficar próximos ao compressor, isto é, na área mais fria da geladeira (geralmente na parte superior). O que acontece é que esses produtos são mais perecíveis e precisam permanecer a temperaturas mais baixas. Uma observação antes de consumir as carnes: descongele-as dentro do próprio refrigerador, apenas retirando-as do freezer e colocando na geladeira, dentro de uma assadeira ou forma para não escorrer líquidos sobre outros alimentos durante o processo. Fazer o descongelamento na pia pode favorecer a proliferação de bactérias.

Ovos – A maioria das geladeiras já vem com o espaço dos ovos delimitado: a porta. Então, o ideal é colocá-los nesse local, certo? Errado. Os ovos também são alimentos que podem estragar facilmente e ainda causar um belo estrago, chamado salmonelas. A porta do refrigerador sofre variações de temperatura com o constante abre e fecha, situação favorável apenas para as bactérias. A área ideal para armazená-los é na parte mais alta do aparelho, isto é, abaixo do setor de carnes.

Leites e laticínios – O leite e seus derivados, como iogurte, por exemplo, devem ficar em locais de mais refrigeração, na área que fica abaixo do congelador: Uma curiosidade sobre os laticínios é que, ao contrário do famoso sanduíche misto, em que presunto e queijo são consumidos juntos, eles não devem ser armazenados lado a lado. “O presunto é uma carne cozida e o queijo é o leite deteriorado por bactérias”. O que significa que o segundo produto pode infectar o primeiro. Deixá-los no mesmo recipiente está liberado, desde que haja uma divisória entre eles. O prazo para consumo dos laticínios é de até cinco dias, desde que a geladeira tenha sua temperatura inferior a 5°c.

Sobras de alimentos – Depois da refeição, hora de guardar o que sobrou. Nem pense em pegar a panela direto da mesa e levar diretamente para o refrigerador. “As de alumínio, aço inox e ferro, por exemplo, podem transmitir agentes desses materiais para o alimento se o tempo de contato entre eles for grande”. A solução é tirar a comida da panela e colocá-la em um pote plástico. Sobre aquela história de que alimentos quentes podem estragar a geladeira, puro mito. A ordem é – nesse caso – deixar o recipiente destampado por duas horas, para que o aparelho refrigere a comida. Após esse tempo, tampe-o normalmente. A área da geladeira correta para armazenar as sobras são as prateleiras que ficam bem ao meio dela.

Frutas, verduras e legumes – Depois de chegar do supermercado, feira ou sacolão com os vegetais de sua preferência, é necessário limpá-los adequadamente. Retire-os da embalagem original, lave bem em água corrente e coloque em embalagens novas. O ideal é que fiquem armazenados no refrigerador por até cinco dias no local da geladeira em que não faz tanto frio, como a gaveta e a prateleira acima dela. Mas fique atento: apenas a limpeza inicial não é o suficiente. Antes de servir, é necessário higienizá-los, para diminuir a possibilidade de resíduos de agrotóxicos e germes que poderiam fazer mal à saúde. Na hora do preparo, retire as folhas e partes ruins. As partes boas, lave uma a uma em água corrente e depois as deixe por 10 minutos em uma mistura com água sanitária – uma colher (sopa) do produto para cada 1 litro de água.

A porta – Reserve essa área do refrigerador para molhos como shoyo, pimenta, catchup, mostarda e também bebidas – refrigerantes e sucos, por exemplo. Esses são itens pouco perecíveis e que não dependem da refrigeração constante para preservar a qualidade.

Água – Algumas geladeiras possuem sistema de saída de água na própria porta, do lado de fora. A água fica armazenada em um reservatório situado na parte interna da geladeira. Será que esse local também é alvo fácil de bactérias? Não. “As bactérias não costumam atingir a água e, como seu consumo é rápido, nem haveria tempo de contaminação”.

LIMPEZA É ESSENCIAL

1º PASSO: Lavar. Retire todos os alimentos da geladeira e desligue eletrodoméstico. Coloque-os em uma caixa térmica com gelo (onde não devem permanecer por mais de 2 horas). Depois, em um pequeno balde com aproximadamente um litro de água, pingue oito gotas de detergente. Com uma esponja, passe a solução em todos os cantos da geladeira, mas sem encharcá-la, evitando que a água empoce nos cantos. Não se esqueça de limpar a borracha localizada na porta.

2º PASSO: Enxaguar. Retire todo o detergente e pulverize uma mistura de água com vinagre (para cada copo de 250 mi de água, adicione um de vinagre). Deixe a geladeira fechada por uma hora.

3º PASSO: Desinfetar. Depois desse tempo, passe um pano úmido por toda a parte de dentro e, com a ajuda de outro pano, espalhe uma solução com bicarbonato de sódio (de duas a três embalagens para cada copo de aproximadamente 250 ml de água).

4º PASSO: Desodorizar. Para se livrar de maus odores, coloque na porta do aparelho uma embalagem aberta de bicarbonato de sódio e, se quiser deixar um cheirinho agradável do lado de dentro, molhe um cotonete em essência de baunilha. Todo o processo de higienização deve ser repetido a cada 15 dias.

Posts interessantes

Autor

André Vidal

André Vidal é fisioterapeuta, formado pela Universidade Gama Filho. É especializado em Osteopatia pela Escuela de Osteopatia de Madrid e em outras técnicas.

Nenhum Comentário

Publicar Comentário

CAPTCHA


A Vidal é uma empresa jovem que nasceu com um conceito inovador, tendo como objetivo promover um atendimento diferenciado e personalizado aos seus clientes.