Post 1b

Quanta diferença!

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

QUANTA DIFERENÇA!

A frequência cardíaca da mulher é 10% maior que a do homem. São 60 a 80 batimentos por minuto no sexo feminino, contra 55 a 70 no masculino. Por ser mais acelerado, o coração da mulher sofre maior desgaste.

As artérias são mais flexíveis. Isso é bom, porque adia o processo de entupimento, porém os exames para detecção de aterosclerose não determinam com precisão a extensão do depósito de gordura.

Os vasos das mulheres também são 15% mais estreitos que os dos homens e, portanto, mais propensos ao entupimento. As placas de gordura tendem a obstruir rápido as artérias femininas. Nos homens, elas primeiro expandem as paredes das artérias para apenas depois entupi-las.

 

RIGOR ABSOLUTO

A Associação Americana de Cardiologia segue diretrizes bem  específicas quando o assunto é evitar doenças cardíacas em mulheres. São elas:

LDL (COLESTEROL RUIM) as taxas desta molécula de colesterol devem ser mantidas entre 70 e 100 miligramas por decilitro de sangue

HDL (COLESTEROL BOM) a taxa desejável para este colesterol deve ser sempre maior que 60 miligramas por decilitro de sangue.

TRIGLICÉRIDES a taxa considerada ideal deve ser menor que 150 miligramas por decilitro de sangue.

PRESSÃO ARTERIAL para mulheres. Deve ficar em torno de 12 por 8.

GLICEMIA a taxa de glicemia de jejum normal deve ser inferior a 110 miligramas por decilitro de sangue.

 

A CARTILHA DO CORAÇÃO

  • Controle o peso e trate a obesidade
  • Vá ao médico com regularidade
  • Sempre que possível, meça a sua pressão arterial
  • Mantenha-se Longe do cigarro e jamais fume se usar pílulas anticoncepcionais
  • Corte o sal dos alimentos e evite produtos industrializados, que são ricos em sódio
  • Pratique atividade física pelo menos quatro vezes na semana
  • Escolha as boas gorduras (que aumentam o chamado colesterol bom – HDL), como azeite de oliva, amêndoas, nozes e abacate
  • Controle a glicemia, diminuindo os açúcares da dieta
  • Evite o estresse
  • Leve a vida de um jeito Leve e de forma mais vibrante

 

TESTES PARA EVITAR PROBLEMAS

A avaliação cardíaca entra no pacote da prevenção e deve ser repetida com regularidade. “O ideal é iniciá-la aos 30, 35 anos, até mesmo para quem mantém atividade física rotineira”.

Nas famílias em que há casos de infartos e derrames cerebrais. Especialmente quando ocorreram com parentes mais jovens, é preciso redobrar a atenção em relação à aterosclerose, ou seja, à deposição de gorduras nas artérias, e os marcadores dessa doença devem ser dosados até mesmo durante a adolescência.

Acompanhe a seguir os exames mais importantes que podem salvar o coração de uma mulher:

EXAME CLÍNICO Deve ser feito anualmente com seu médico de confiança, que irá medir, entre outras coisas, a pressão arterial e fazer a ausculta do coração. Do consultório, você sairá com o pedido médico para a dosagem de colesterol, triglicérides e glicemia, entre outros marcadores importantes que rastreiam as patologias do coração.

ELETROCARDIOGRAMA Procedimento básico e um dos mais importantes na prevenção. “A paciente fica deitada e são posicionados eletrodos no tórax, braços e pernas para avaliar a parte elétrica do coração e fornecer pistas sobre seu formato e algumas possíveis doenças”. O exame analisa o ritmo, a frequência e o trajeto que o impulso elétrico faz dentro do coração.

ECOCARDIOGRAMA Ultrassom do coração, que o médico pede caso tenha suspeita no exame clínico ou no eletrocardiograma. A pessoa fica deitada em uma cama e o aparelho produz a imagem do órgão na tela do computador. É possível medir a velocidade do sangue e como ele se movimenta através das válvulas cardíacas.

TESTE ERGOMÉTRICO Avalia o coração em ação. Pode ser realizado em esteira ou bicicleta. Serve para provocar o esforço físico máximo enquanto aparelhos presos ao corpo medem a pressão arterial e analisam o órgão durante o exame. É um dos mais antigos e sensíveis métodos para investigar arritmias induzidas pelo esforço e por doença de coronárias.

CINTILOGRAFIA Quando a paciente sente dor torácica importante e o cardiologista suspeita de comprometimento nos exames clínicos e em outros testes, esta é uma importante arma para diagnóstico. Injeta-se material radioativo na corrente sanguínea, que chega ao coração e demarca as áreas com fluxo normal e deixa não marcada qualquer área onde o fluxo seja insuficiente. “Assim é possível ver onde o miocárdio está em sofrimento – o que chamamos de isquemia”.

RESSONÂNCIA MAGNÉTICA CARDÍACA É muito importante para o diagnóstico da doença arterial coronariana e para auxiliar no rastreamento de pessoas com fatores de risco para o desenvolvimento de cardiomiopatia induzida por infarto. O exame mostra coração e artérias em alta definição.

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA Pode detectar anormalidades nas estruturas do coração, principalmente no pericárdio e nos vasos cardíacos principais. Utiliza inúmeros detectores de imagens, permitindo a visualização das artérias do coração.

Posts interessantes

Autor

André Vidal

André Vidal é fisioterapeuta, formado pela Universidade Gama Filho. É especializado em Osteopatia pela Escuela de Osteopatia de Madrid e em outras técnicas.

Nenhum Comentário

Publicar Comentário

CAPTCHA


A Vidal é uma empresa jovem que nasceu com um conceito inovador, tendo como objetivo promover um atendimento diferenciado e personalizado aos seus clientes.